Lula diz que leva vivência sindical para a política externa

Em palestra para sindicalistas da AFL-CIO, maior sindicato dos Estados Unidos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que traz para a política externa do Brasil a sua experiência de sindicalista. ?Não é possível para um país pobre, sozinho, negociar com as potências mundiais, como os Estados Unidos, União Européia e Japão?, disse. ?Vamos adotar a experiência do sindicalismo, que é a de juntar todos os países emergentes, formando uma força política capaz de fazer os países desenvolvidos negociarem conosco em pé de igualdade", afirmou. Ele ressaltou que, conhecedor da força e da importância dos EUA, o Brasil não quer os Estados Unidos como adversário, mas como parceiro. "Mas só seremos tratados com igualdade quando tivermos força política", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.