Lula é aplaudido ao defender reintegração de Zelaya

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi aplaudido hoje pelos representantes dos 192 países membros da Organização das Nações Unidas (ONU), durante discurso na 64ª Assembleia Geral da entidade, em Nova York, ao dizer que a "comunidade internacional exige que o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, reassuma imediatamente a presidência" daquele país. Lula acrescentou que a comunidade internacional também "deve estar atenta à inviolabilidade da missão diplomática brasileira na capital hondurenha".

NALU FERNANDES, Agencia Estado

23 de setembro de 2009 | 11h43

"Sem vontade política continuarão a proliferar golpes de Estado como o que derrocou o presidente constitucional de Honduras, José Manuel Zelaya, que se encontra, desde segunda-feira, refugiado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa (capital de Honduras)". Sem vontade política, continuou ele, persistirão anacronismos como o embargo contra Cuba.

Tudo o que sabemos sobre:
ONULulaaplausosZelaya

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.