Ricardo Stuckert/ Reuters
Ricardo Stuckert/ Reuters

Lula e Dilma vão a Cuba para funeral de Fidel Castro

Ex-presidentes podem ser acompanhados pelo deputado Zeca Dirceu, filho de José Dirceu

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

01 Dezembro 2016 | 18h47

Os ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff vão participar das homenagens finais ao líder revolucionário cubano Fidel Castro, morto no último sábado, aos 90 anos. 

Dilma, Lula viajam para Cuba no sábado, em vôo particular, e participam no mesmo dia e no domingo de homenagens a Fidel em Santiago de Cuba. Na segunda-feira retornam ao Brasil.

 

Desde o final de semana Lula demonstrou a interlocutores vontade de participar das homenagens a Fidel, de quem era amigo pessoal, mas disse que esbarrava em questões financeiras. A decisão só foi tomada nesta sexta-feira, depois de uma reunião com Dilma, em São Paulo.

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que viveu na ilha nas décadas de 60 e 70, quando estava exilado e tinha relações pessoais com Fidel, também foi convidado pelo governo cubano. Como Dirceu está preso por ordem do juiz Sérgio Moro, o convite foi estendido à família do ex-ministro. Existe a possibilidade de que o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) acompanhe Lula e Dilma na viagem.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.