Lula e o papa entre os favoritos ao Nobel da Paz

O comitê norueguês do Prêmio Nobel decidiu hoje em Oslo quem será o próximo ganhador do próximo Prêmio Nobel da Paz. O anuncio público do ganhador será na sexta-feira da próxima semana. O diretor do Instituto Nobel, Geir Lundestad, deu a entender que os cinco membros liderados pelo novo presidente, Ole Danbolt Mjos, chegaram a um acordo sobre o nome ou nomes dentre as 165 indicações (25 organizações e o restante de indivíduos). O presidente Luiz Inácio Lula da Silva figura entre os favoritos ao prêmio ao lado do papa João Paulo II; do chefe de estado da República Tcheca, Vaclav Havel; do presidente do Afeganistão, Hamid Karzai; do opositor ao governo chinês, Wei Jinghsheng, e do defensor russo dos direitos humanos, Serguei Kovaliov. No ano passado, o ganhador foi o ex-presidente norte-americano Jimmy Carter. Embora o anuncio do ganhador seja na próxima semana, o prêmio de aproximadamente US$ 1,2 milhão será entregue no dia 10 de dezembro, aniversário de morte do Alfred Nobel, fundador do prêmio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.