Lula faz apelo a Obama para fim do embargo dos EUA a Cuba

Em entrevista à imprensa cubana antes de embarcar para o Haiti, presidente diz que medida não faz sentido

TÂNIA MONTEIRO, ENVIADA ESPECIAL, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 15h56

    Lula se encontrou na quarta-feira com Fidel Castro. Foto: Ricardo Stuckert/Presidência/Efe  

HAVANA -  O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez hoje um apelo ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para que ele acabe com o embargo à Cuba. Em entrevista à imprensa cubana antes de embarcar para o Haiti, Lula avaliou que este embargo não faz mais sentido.

 

Veja também:

linkCuba limita ida de dissidentes a enterro

linkHavana aumenta repressão a dissidentes 

linkEspanha pede que Cuba liberte presos

"Como os cubanos, eu creio que o embargo não tem mais sentido. Não existe mais explicação política, econômica, não existe mais guerra fria, não existem mais mísseis, nada. Portanto, penso, basta apenas uma tomada de decisão. Estou convencido de que o presidente Obama, que ganhou as eleições em Miami, deveria, tomar essa decisão", disse Lula.

"Uma coisa que eu tenho dito, com todo respeito ao presidente Obama, ele não tem que fazer nada mais do que fez o povo americano ao ter a ousadia de votar no Obama para presidente. É essa ousadia do povo americano que permite que ele seja ousado e resolva o problema do embargo a Cuba", completou Lula.

O presidente disse ainda, durante a entrevista à imprensa cubana, que o Brasil trabalha com a firme convicção de ser o primeiro parceiro cubano em prol do investimento e desenvolvimento daquele país. "Acreditamos no potencial de desenvolvimento de Cuba. O Brasil hoje tem mais condições do que tinha há dez anos atrás e, portanto, nós não faltaremos em discutir os projetos mais importantes para Cuba para prepará-la para o futuro", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaLulaBarack Obamaembargo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.