Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Lula oferece apoio e convida Mesa para encontro no Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva telefonou na manhã deste sábado para novo presidente da Bolívia, Carlos Mesa, a quem ofereceu apoio e convidou para uma visita ao Brasil. A informação foi prestada pelo secretário particular do presidente, Gilberto Carvalho.?Foi uma conversa amistosa em que o presidente Lula colocou o governo brasileiro à disposição do novo presidente da Bolívia no sentido de apoiarmos esse novo governo?, afirmou Carvalho, ao deixar o Palácio da Alvorada, onde Lula passa o fim de semana.Carvalho disse ainda que o presidente Carlos Mesa fez questão de agradecer ao Brasil e à Argentina o envio dos dois representantes na sexta-feira ao seu país que, de acordo com o presidente boliviano , ?foram fundamentais para oencaminhamento de uma solução para o impasse que se estava vivendo naquele país?.Carlos Mesa comentou também, conforme relato de Carvalho, que ?há um clima de alívio e comemoração no país e naturalmente, agora, a intenção do novo presidente é fazer um processo de consertação nacional para encontrar uma saída?. Carvalho lembrou que, dentro de pouco tempo a Bolívia vai realizar um plebiscito sobre a situação do gás, para encontrar uma solução para esta que é uma das principais atividades econômicas do País.Lula telefonou para Carlos Mesa, depois de conversar com o assessor para assuntos internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, que se encontrava em La Paz, como enviado especial do governo brasileiro, a fim de ajudar a encontrar uma saída para a crise boliviana.Garcia viajou à Bolívia em companhia do subsecretário de política latino-americana da Chancelaria Argentina, Eduardo Sguiglia, que representava aquele país na tentativa de busca do entendimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.