Lula propõe debate sobre bases militares com Obama

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sugeriu um encontro entre os membros da União de Nações Sul-americanas (Unasul) e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para discutir o aumento da presença militar norte-americana na Colômbia. A proposta de Lula foi feita durante a cerimônia de transferência da presidência rotativa da Unasul do Chile para o Equador e recebeu apoio de alguns líderes regionais.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

10 de agosto de 2009 | 17h09

A presidente argentina, Cristina Kirchner, solicitou a presença do presidente colombiano, Alvaro Uribe, à reunião sugerida por Lula, que deve ocorrer na Argentina em data ainda indefinida. Ela disse acreditar que a proposta norte-americana leva a uma situação "beligerante, sem precedentes e inaceitável". Uribe não compareceu à cerimônia de transferência da presidência rotativa da Unasul.

Fernando Lugo, presidente do Paraguai, propôs que a reunião fosse marcada para antes do final deste mês. Em 24 de agosto, os ministros de Defesa da Unasul discutirão os planos de aumento da presença militar dos EUA na Colômbia. A Unasul é composta por Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.