'Lula tem laços emocionais com Fidel'

Entrevista com Yoani Sánchez

, O Estadao de S.Paulo

19 de março de 2010 | 00h00

Blogueira opositora

O movimento dissidente vem fazendo uma série de manifestações. Vocês não têm medo de o regime dar uma resposta dura?

Medo é um sentimento do qual nenhum cubano pode se desprender, mas acredito que na medida em que a população tiver mais acesso a informações sobre a situação dos presos políticos, acredito que o movimento opositor ganhará mais força e, quem sabe, chegaremos a uma solução para o problema.

No fim do mês, o presidente Lula esteve em Havana e, depois de voltar para o Brasil, comparou presos políticos a presos comuns. Como essa declaração foi recebida por vocês?

Lula tem laços emocionais com os líderes da Revolução Cubana e preferiu manter a amizade com Fidel e Raúl. Mas nós somos o povo cubano e os governos de outros países deveriam mostrar solidariedade para conosco e não o governo. / R. M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.