Lula vai a Buenos Aires e se despede de Kirchner

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou ontem à noite a Buenos Aires para despedir-se do ex-líder argentino Néstor Kirchner, que morreu na quarta-feira, e apresentar suas condolências à presidente Cristina Kirchner.

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 07h50

Lula, que decretou luto oficial de três dias no Brasil pela morte de Kirchner, deixou o Aeroporto Aeroparque de Buenos Aires acompanhado do assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, e do senador Aloizio Mercadante, sem dar entrevistas. Segundo os assessores, ele voltaria ontem mesmo para São Paulo.

Lula foi o oitavo presidente a chegar à Argentina para participar do velório, que está ocorrendo na Casa Rosada. Antes de viajar, Lula declarou em um ato no aeroporto do Rio de Janeiro que Kirchner foi um "companheiro" pelo qual sentia um "profundo respeito", por ter "conseguido tirar a Argentina do buraco". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.