Lula visita escombros no Haiti e conversa com população

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está, neste final de tarde, visitando uma área da capital haitiana onde funcionava o hotel D''Haiti, que foi completamente destruído pelo terremoto, no dia 12 de janeiro.

TÂNIA MONTEIRO, ENVIADA ESPECIAL, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 18h56

O presidente está percorrendo a área do hotel, que ainda está sob escombros e conversando com moradores haitianos que foram contratados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para trabalhar na remoção dos escombros e limpeza das ruas.

O hotel está localizado no bairro Tabarre, que é próximo ao local onde está instalada a base militar brasileira. Lula quis conhecer o local e ver de perto o trabalho que vem sendo feito, além de manter contato com a população local e conversar com algumas das 35 mil pessoas que foram contratadas pelo PNUD para trabalhar nessa remoção.

O trabalho foi uma forma que o PNUD encontrou de ocupar pessoas e garantir alguma renda às famílias. Pelo trabalho de remoção de escombros e limpeza das ruas, as pessoas recebem US$ 4,5 por dia e esse pagamento é feito a cada 12 dias. Somente pode ser contratada uma pessoa por família e há um rodízio entre as pessoas para que mais pessoas tenham oportunidade. Além disso, há uma determinação para que 50% dos trabalhadores contratados sejam homens e 50% mulheres.

Depois dessa visita, o presidente Lula irá para o aeroporto e embarcará para El Salvador, para a quarta e última etapa dessa viagem internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.