Lutas entre exército e Taleban matam 60 no Paquistão

Combates entre soldados e militantes do grupo fundamentalista Taleban pela posse de uma montanha estratégica no noroeste paquistanês deixaram mais de 60 mortos, disse nesta terça-feira um funcionário do governo. A batalha começou há uma semana, quando tropas do governo tomaram o topo do monte Jogi, na área tribal de Kurram, dos insurgentes. Isso levou a choques que deixaram seis soldados e 20 insurgentes mortos, disse Wajid Khan, administrador local do governo.

AE, Agência Estado

31 de janeiro de 2012 | 15h46

Os militantes retaliaram na terça-feira ao atacarem soldados que tentavam manter a posição, levando a outra onda de combates que deixou mais de 10 soldados e 30 insurgentes mortos, disse Khan. A área é o centro de operações de um dos líderes do Taleban paquistanês, Hakimullah Mehsud. Os militares lançaram a ofensiva em Kurram em julho do ano passado e declararam vitória um mês depois, mas a violência continuou.

Em outros eventos no Paquistão, pelo menos 10 pessoas foram mortas nas últimas 24 horas em Karachi, maior cidade do país e capital da província do Sind, no sul. Dentre as vítimas está a mulher de um deputado da província do Baluquistão, sudoeste do país, e sua filha adolescente. Elas retornavam para casa após um casamento quando o carro foi interceptado por dois motociclistas que mataram a tiros mãe e filha, além do motorista, informou o policial Rahim Ullah.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.