Luz verde da Itália para ato pacífico durante G-8

O ministro do Interior da Itália, Claudio Scajola, afirmou nesta quinta-feira que o governo autorizará as manifestações pacíficas durante a Cúpula do G-8 (grupo dos sete países mais industrializados do mundo mais a Rússia), que será realizada em Gênova no próximo mês. Segundo ele, no entanto, "a ordem pública será garantida com absoluto rigor para evitar ações violentas".Depois de participar de uma reunião sobre os preparativos para a cúpula, realizada na chancelaria italiana, em Roma, Scajola afirmou: "Existe a vontade de se manifestar pacificamente. Se esta vontade for garantida, a cúpula poderá ser uma ocasião importante, onde poderemos também analisar as discordâncias".Segundo o ministro, o governo quer alcançar três objetivos: "a realização da cúpula em absoluta segurança e tranqüilidade; a garantia aos cidadãos genoveses de poderem viver tranqüilamente em sua cidade; e a garantia para quem quer protestar pacificamente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.