EFE
EFE

Macri diz que revogatório e eleições são saída para crise da Venezuela

Presidente argentino acredita que eleição deve ser realizada ainda este ano para que venezuelanos escolham novo líder

O Estado de S. Paulo

17 Junho 2016 | 05h00

MEDELLÍN, COLÔMBIA - O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou nesta quinta-feira (16) que um referendo revogatório e novas eleições ainda neste ano são o caminho para que a Venezuela saia da crise na qual está imersa.

Macri, que chegou à Colômbia na noite de terça-feira em visita oficial, participa do Fórum Econômico Mundial para a América Latina (WEF), realizado quinta-feira e nesta sexta-feira na cidade de Medellín.


"Este momento que o povo venezuelano está vivendo somente terminar se houver eleições neste ano, para que o povo possa escolher novamente quem conduzirá o país. Revogatório e eleições, esse é o caminho", comentou Macri em entrevista coletiva.

´questionado sobre o que acha da situação do país, Macri afirmou que considera "ruim", está "muito preocupado" e aproveitou a ocasião para pedir "solidariedade para com o povo venezuelano".

"Reitero que não se pode aceitar semelhante nível de direitos humanos em nossa região", acrescentou Macri sobre a situação da Venezuela./ EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.