Madrasta de Bin Laden se tratou na França

A mulher que criou Osama bin Laden esteve em Paris fazendo tratamento médico e teria chegado à capital francesa um dia depois dos ataques de 11 de setembro aos Estados Unidos. A notícia foi revelada pelo semanário francês Le Point, que vai para as bancas na sexta-feira. Al-Kalifa bin Laden se submeteu a exames na unidade de câncer do Hospital Americano de Paris. O hospital, que fica em Neuilly, na extremidade oeste de Paris, se recusou a confirmar se Al-Kalifa bin Laden se submeteu a tratamento na instituição.O hospital justificou sua negativa, alegando a política de não revelar a identidade dos pacientes. Nascido na capital da Arábia Saudita, Jeddah, Bin Laden é filho único de uma síria. No entanto, o principal suspeito dos ataques aos EUA foi criado por Al-Kalifa bin Laden, uma das outras mulheres de seu pai, Mohammed.Bin Laden é um dos 54 filhos de Mohammed. Depois de ter ficado conhecido como o principal suspeito dos ataques terroristas aos EUA, sua família o rejeitou, e a Arábia Saudita cancelou a sua cidadania. De acordo com a imprensa francesa, um dos irmãos de Bin Laden tem um apartamento em Paris, e outro, uma casa em Cannes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.