Madri pode proibir que povo fotografe policiais

O diretor da polícia de Madri, Ignacio Cosidó, disse que estuda proibir que cidadãos não autorizados filmem ou fotografem policiais em serviço. A ação seria uma resposta a imagens de violência surgidas após os protestos contra medidas de austeridade.

O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2012 | 08h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.