Madri teria cota para caçar ilegais

A polícia de Madri teria recebido ordens para prender uma cota específica de imigrantes ilegais na Espanha, informou ontem o site brasileiro de notícias "Opera Mundi". A denúncia - feita pelo Sindicato Unificado da Polícia (SUP) - indica que as delegacias da capital espanhola teriam recebido um memorando que define a quantidade e a nacionalidade de imigrantes a serem presos por semana. De acordo com o documento, os policiais deveriam dar prioridade à busca de marroquinos - em vez dos bolivianos-, por ser mais barato repatriá-los.O ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalca, porém, negou a existência de qualquer ordem para prender estrangeiros em situação irregular no país e ordenou que a direção da polícia de Madri desse instruções que tornassem mais claro o trabalho dos agentes policiais.

, O Estadao de S.Paulo

21 de fevereiro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.