Madrugada violenta deixa 25 palestinos e cinco israelenses mortos

Pelo menos 25 palestinos e cinco israelenses morreram nos combates na madrugada desta sexta-feira na Cisjordânia e Gaza, somando com outros 19 palestinos mortos ontem. Os principais confrontos aconteceram ao sul da Faixa de Gaza, onde forças israelenses ocuparam a aldeia de Abasan em resposta ao assassinato de cinco estudantes israelenses na escola militar em Atsmoná, no assentamento judeu de Gush Katif. O Hamas reivindicou a autoria do ataque, em que outras 23 pessoas ficaram feridas.Fontes israelenses disseram que o ativista palestino, de 19 anos, morador do bairro de Sayie, esfaqueou o segurança do assentamento, entrou no internato militar e atirou por 20 minutos, até ser morto pelos soldados israelenses. Logo após o atentado, a Força Aérea de Israel bombardeou posições palestinas na Faixa de Gaza e no distrito de Belém e penetrou com carros blindados na região.Entre os 15 mortos na ação israelense está o general palestino, Ahmed Mefrej, mais conhecido como Abu Snan, e dois dos seus seguranças. O Exército israelense disse que não sabia que o general palestino estava na região e que não tinha nenhuma intenção de matá-lo. Em Naplusa, outros dois palestinos morreram no assentamento judeu de Alon More, depois de combates contra soldados israelenses de um posto de controle de Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.