Bloomberg/Carlos Becerra
Bloomberg/Carlos Becerra

Maduro chega a Nova York para participar da Assembleia-Geral da ONU

Governo venezuelano tem sido criticado por líderes mundiais durante reunião; países pediram investigação do regime venezuelano pelo TPI por supostos crimes contra a humanidade

O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2018 | 15h24

NOVA YORK - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chegou a Nova York nesta quarta-feira, 26, para participar da Assembleia-Geral das Nações Unidas, onde seu governo tem sido duramente criticado. Maduro apareceu na TV estatal venezuelana e disse que está pronto para defender seu país. A confirmação de que iria para os EUA foi feita no voo para a cidade americana. Maduro havia dito que poderia não comparecer à Assembleia pelos riscos a sua segurança.

O presidente americano, Donald Trump, disse no início desta quarta-feira que está disposto a se encontrar com Maduro, caso isso ajude a aliviar o sofrimento da nação sul-americana e voltou a dizer que todas as opções estão sobre a mesa quando se trata do conflito no país bolivariano. "Todas as opções estão sobre a mesa, todas. As fortes e as menos fortes", disse Trump à margem da Assembleia-Geral da ONU. "Já sabem o que quero dizer com forte", disse, em referência a uma possível intervenção militar dos EUA.

Vários países latino-americanos e o Canadá pediram ao Tribunal Penal Internacional (TPI) que investigue o governo da Venezuela por supostos crimes contra a humanidade. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.