Maduro diz que corpo de Chávez será embalsamado

Presidente interino anuncia ainda que o corpo do líder bolivariano poderá ser visto pelo povo ao menos por mais sete dias

estadão.com.br,

07 de março de 2013 | 18h26

CARACAS - O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta quinta-feira, 7, que o corpo do presidente Chávez poderá ser visto pelo povo venezuelano "por pelo menos mais sete dias". Além disso, Maduro afirmou que o corpo de Chávez deve ser embalsamado. "Decidimos também que o corpo do comandante será preparado para ser embalsamado."  

Em discurso feito na Academia Militar, Maduro disse que um funeral de Estado do líder bolivariano será feito na sexta-feira às 11h (12h30 no horário de Brasília) na presença de cerca de 50 chefes de Estado. Depois o corpo de Chávez será levado para um mausoléu no quartel da montanha, local que está em reforma e que o próprio presidente queria transformar em um museu da Revolução Bolivariana.  

"Todos querem ver o comandante Chávez e nós dizemos que vão ver. Estávamos preocupados porque é muita gente então perguntamos para a família o que fazer e decidimos que o comandante vai poder ser visto por pelo menos mais sete dias. O corpo do presidente será levado para um lugar que ele mesmo pediu que convertêssemos em um museu da revolução, o quartel da montanha", disse Maduro, informando que haverá um esquema especial de transporte para que as pessoas cheguem até o local.

Por fim, o presidente interino pediu que o povo tenha paciência. "Todos vão ver Chávez, ele é o seu comandante. Sejam pacientes. Esse homem merece todo o amor de vocês. Até o último segundo que viveu, ele viveu pelo seu povo."

 
Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaNicolás MaduroHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.