Reuters
Reuters

Maduro diz que Venezuela deve ser governada apenas por ‘revolucionários’

Líder venezuelano afirmou que opositores deveriam ‘rogar’ para que eleições de dezembro sejam vencidas por candidatos do governo, ou haverá ‘caos’ no país

O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2015 | 16h09

CARACAS - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na quinta-feira que país só pode ser governado por "revolucionários". Ele assinalou que os opositores deveriam "rogar a seus santos" para que as eleições parlamentares de dezembro sejam vencidas pelos candidatos do governo, pois, caso contrário, haverá "caos" no país.

"Estes 'pelucones' (opositores) deveriam acender um monte de velas para seus santos, rogando para que a 'Revolução' ganhe amplamente as eleições de 6 de dezembro, porque este país só pode ser governado por revolucionários", disse Maduro durante entrega de casas populares no leste do país. No evento, que foi transmitido pelo canal estatal VTV, o chefe de Estado esteve acompanhado de vários candidatos chavistas.

"Entraríamos no caos", comentou Maduro sobre a possibilidade de o governo sair derrotado nas eleições. Ele acrescentou ainda que jurou ao povo "do fundo de seu coração" que, em nenhuma circunstância, entregará "as conquistas da 'Revolução'" nem trairá "o povo".

"Preparem-se para defender esta 'Revolução' em qualquer cenário e defender a pátria, a soberania, nossa história, o direito ao futuro. Em 6 de dezembro, vamos ganhar de qualquer jeito, com o povo consciente, com guerra econômica, faça chuva ou faça sol, a vitória será da 'Revolução Bolivariana'", afirmou Maduro.

Assim, o líder venezuelano reiterou o que disse no dia 13, quando destacou que o chavismo deve ganhar as eleições parlamentares "de qualquer jeito" para garantir a vitória da "paz". /EFE

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Nicolás Maduro eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.