Palacio Miraflores/Efe
Palacio Miraflores/Efe

Maduro e Cabello vão juntos a evento após divulgação de áudio pela oposição

Presidente da Assembleia Nacional é acusado em gravação de conspirar contra presidente venezuelano

O Estado de S. Paulo,

22 de maio de 2013 | 18h39

CARACAS - Os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, estiveram juntos ontem na Base Naval de La Orquila para assistir a exercícios militares das Forças Armadas. Os dois aparecem juntos pela primeira vez três dias depois de a oposição ter divulgado uma gravação de áudio revelando divisões dentro do chavismo.

No áudio, divulgado pelo deputado opositor Ismael García, o jornalista chavista Mario Silva conversa com Aramis Palacios, identificado como um agente da espionagem cubana, acusa Cabello de corrupção e diz saber de uma conspiração contra o presidente venezuelano.

Durante o evento de ontem, o ministro da Defesa, almirante Diego Molero, também foi visto ao lado de Maduro e Cabello. Molero é citado na gravação como o articulador do complô para derrubar o presidente, escolhido por Chávez como seu sucessor.

Maduro lembrou do ex-presidente venezuelano pouco antes da apresentação militar. Segundo ele, os exercícios militares da FANB "são parte da estratégia desenvolvida pelo comandante Hugo Chávez de recuperar e fortalecer as Forças Armadas."

Televisão. O presidente Maduro anunciou ontem que as Forças Armadas do país terão um canal de televisão para mostrar ao povo "o que é a doutrina militar" e "o milagre de Chávez na criação de uma Força Armada Nacional Bolivariana". Em tom de brincadeira, ele disse que o nome do canal poderia ser "FANB TV ou TV FANB". / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.