AP Photos/Ariana Cubillos
AP Photos/Ariana Cubillos

Maduro e Guaidó se manifestam em rede social após conflito na fronteira com Brasil

O presidente bolivariano reforçou o apoio às Forças Armadas do país, enquanto o líder opositor demonstrou solidariedade aos dois mortos no conflito em comunidade indígena

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2019 | 16h19

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, foi ao Twitter nesta sexta-feira, 22, para publicar um vídeo em que reforça apoio à Força Armada Nacional Bolivariana, escrevendo que o objetivo dos militares é garantir a paz e a defesa integral do país.

O tuíte foi publicado na rede social horas depois de soldados venezuelanos matarem 2 pessoas e ferirem outras 12 que tentaram impedir o fechamento da fronteira entre a Venezuela e o Brasil na manhã desta sexta.

“A nossa FANB está mobilizada em todo o território nacional para garantir a paz e a defesa integral do país”, escreveu. “Máxima moral, máxima coesão e máxima ação. Venceremos!”.

O líder opositor Juan Guaidó também usou o Twitter para se manifestar sobre o incidente com os indígenas. "Na comunidade de Kumarakapay, dois soldados atiraram contra Pemones que estavam nos postos de checagem", escreveu. "Nossa solidariedade para eles. Isso não ficará sem punição".

Em um tuíte separado, Guaidó acrescentou uma mensagem aos soldados. "Aos soldados: entre hoje e amanhã vocês definirão como serão lembrados. Nós sabemos que vocês estão com o povo, vocês deixaram isso claro. Amanhã, vocês poderão demonstrar isso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.