Maduro encerra campanha presidencial nesta quinta-feira

São esperadas 2,5 milhões de pessoas no último comício do presidente interino da Venezuela

Felipe Corazza, enviado especial a Caracas,

11 de abril de 2013 | 15h31

CARACAS - O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, apontado como herdeiro político de Hugo Chávez, encerra sua campanha eleitoral nesta quinta-feira, 11. São esperadas 2,5 milhões de pessoas em seu último comício.

Sete avenidas de Caracas foram fechadas e a reportagem do Estado presenciou pelo menos três ônibus do Exército venezuelano e outras dezenas com símbolos oficiais que devem acompanhar o comício de Maduro. Segundo seu comando de campanha, são esperadas 312 caravanas para o evento.

Lei seca

A partir desta sexta-feira, entra em vigor na Venezuela um plano especial de segurança para evitar distúrbios durante as eleições. Entre as medidas adotas estão a lei seca, o destacamento de 100 mil homens pelo país e a restrição à circulação de veículos, incluindo a restrição total da passagem de carros-forte.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.