AFP PHOTO /WWW.CUBADEBATE.CU
AFP PHOTO /WWW.CUBADEBATE.CU

Maduro faz visita surpresa a Cuba e presta homenagem a Fidel Castro

Chavista visitou o local onde estão resguardadas as cinzas do líder cubano e depositou flores

O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2017 | 11h52

HAVANA - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, prestou uma homenagem ao ex-líder cubano Fidel Castro durante uma visita surpresa à ilha, disse nesta quarta-feira, 16, o jornal Granma, no momento em que a Venezuela atravessa uma grave crise política e econômica, marcada por protestos que já deixaram mais de 120 mortos.

Maduro e o presidente cubano, Raúl Castro, visitaram na véspera o monumento de pedra em Santiago de Cuba, no leste do país, onde estão guardadas as cinzas de Fidel. No domingo 13, ele faria 91 anos.

Fidel morreu no dia 25 de novembro aos 90 anos. Ele foi substituído por seu irmão Raúl na presidência em 2008 por problemas de saúde.

"Chegou ao cemitério de Santa Ifigenia, na tarde desta terça-feira, o presidente venezuelano Nicolás Maduro Moros, acompanhado pelo general de Exército Raúl Castro Ruz, para prestar homenagem ao herói nacional José Martí e ao comandante-em-chefe da Revolução Cubana no 91.º aniversário de seu nascimento", disse o Granma, jornal do governista Partido Comunista.

Maduro depositou flores diante do monumento de granito ao lado de sua mulher, Cilia Flores. A visita do chavista a Cuba acontece depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, ter dito na semana passada que não descarta "uma opção militar" na Venezuela.

Havana e Caracas se tornaram aliadas próximas a partir do fim da década de 1990 sob as lideranças respectivas do então líder cubano, Fidel Castro, e do ex-presidente venezuelano Hugo Chávez, que intensificaram a cooperação com a troca de petróleo da Venezuela pelo serviço profissional de médicos e treinadores esportivos cubanos enviados ao país. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.