Maduro oficializa nova embaixadora venezuelana no Brasil

Maduro oficializa nova embaixadora venezuelana no Brasil

María Lourdes Urbaneja, ex-ministra da Saúde, ocupava a chefia damissão diplomáticado país no Equador

CARACAS, O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2014 | 02h01

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, escolheu a diplomata María Lourdes Urbaneja Durant como nova embaixadora de Caracas em Brasília. A nomeação da representante foi publicada na edição de terça-feira da Gazeta Oficial, juntamente com o nome dos novos embaixadores venezuelanos na Coreia do Norte e no Turcomenistão.

Anteriormente, María Lourdes chefiava a missão diplomática venezuelana no Equador. Ainda sob o governo de Hugo Chávez, a diplomata atuou como embaixadora no Chile e no Uruguai, representou seu país diante do Mercosul e foi ministra da Saúde da Venezuela entre 2003 e 2004.

No Brasil, ela substituirá o almirante Diego Alfredo Molero Bellavia, que havia sido designado por Maduro como embaixador no País em outubro de 2013. O governo venezuelano também oficializou a nomeação de Iván Zerpa como chefe do corpo diplomático venezuelano na Coreia do Norte, que funciona na embaixada do país em Pequim, e Amenhotep Zambrano como embaixador no Turcomenistão, cargo exercido a partir da embaixada do país em Teerã.

Aproximação. María Lourdes chegará ao Brasil com a missão de intensificar as relações bilaterais de alto nível entre os dois países, consideradas em ponto morto desde a saída de Maximilien Sánchez Arveláiz, em 2013, da embaixada no Brasil.

Sánchez, que ocupou o cargo em Brasília durante três anos, foi alvo de críticas no País por participar de protestos contra o Supremo Tribunal Federal em razão das condenações dos envolvidos no mensalão.

Ele deu lugar ao antecessor da nova embaixadora e foi indicado no começo deste ano pelo presidente venezuelano para chefiar a representação do país nos EUA - e, enquanto aguarda consentimento, atua como encarregado de negócios da embaixada venezuelana em Washington.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.