Maduro prepara planos para fazer 'revolução dentro da revolução'

Presidente venezuelano afirmou que equipe especial revisará programa de governo e metas para 'dizer ao país toda a verdade'

O Estado de S. Paulo

02 Julho 2014 | 09h12

CARACAS - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que até o dia 15 vai colocar em ação uma série de planos para fazer uma "revolução dentro da revolução" e "melhorar a eficiência socialista" na administração pública.

"São planos para fazer uma revolução total e profunda na administração pública, na administração do Estado, uma revolução dentro da revolução, mudar tudo para servir ao povo", explicou Maduro nesta quarta-feira, 2, durante o seu programa de rádio Em contato com Maduro.

O presidente disse ter nomeado uma equipe especial que já está preparando um conjunto de planos para fazer a "revolução total e profunda". "De 1.º a 15 de julho vamos revisar tudo, vamos ter sessões com os vice-presidentes e todos os ministros, ministro por ministro, prestando contas de como está o andamento de cada projeto."

Maduro já tinha anunciado que durante os primeiros 15 dias do mês faria uma "revisão exaustiva" e uma "reestruturação global" do governo, além de rever a execução do orçamento nacional. Segundo ele, todo o programa de governo e as metas cumpridas e não cumpridas seriam revisadas para "dizer ao país toda a verdade".

O presidente também disse ter pedido que as disputas dentro do chavismo sejam superadas, ao se referir às críticas feitas pelo ex-ministro de Planejamento Jorge Giordani na semana passada sobre a administração da economia no governo Maduro. "Já dissemos tudo o que tínhamos que dizer, agora a mão está estendida e os braços prontos para abraçar todos os companheiros", afirmou o presidente. / EFE

Mais conteúdo sobre:
crise na Venezuela Nicolás Maduro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.