Maduro se reúne hoje com Santos

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, receberá hoje seu colega colombiano, Juan Manuel Santos, no primeiro encontro entre os líderes desde o mal-estar provocado pela visita do opositor venezuelano Henrique Capriles a Bogotá.

CARACAS, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2013 | 02h01

A reunião será na cidade fronteiriça de Puerto Ayacucho, na região amazônica da Venezuela. Em março, a relação entre os dois países voltou a ficar tensa depois que Santos recebeu Capriles no palácio presidencial.

O opositor venezuelano, derrotado por Maduro na eleição de abril por uma margem estreita de votos, não reconhece a vitória do chavista e contesta o resultado. Maduro reagiu à visita de Capriles dizendo que havia pessoas "nas altas esferas de poder" da Colômbia planejando um golpe contra ele e até seu assassinato. Santos tratou de esfriar o caso dizendo que tudo não passava de um "mal-entendido".

O ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Elías Jaua, afirmou esperar que o encontro sirva para normalizar de vez as "boas relações entre dois países irmãos".

Na terça-feira, ao confirmar que receberia o colombiano, Maduro prometeu esforço para recompor as relações bilaterais.

"Uma reunião de trabalho para a qual vamos com boa fé, a melhor vontade, a vontade chavista do amor pela Colômbia, porque aprendemos a amar a Colômbia como conceito, como povo, como sonho, com (Hugo) Chávez."

Ontem, o ex-ministro da Defesa e ex-presidente da Venezuela José Vicente Rangel, expoente do chavismo, acusou a oposição planejar um golpe de Estado. Rangel afirmou que os opositores chegaram a "comprar 18 aviões" para uma operação de guerra contra Maduro. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.