Yuri Cortez/AFP
Yuri Cortez/AFP

Maduro torna toda Semana Santa feriado para economizar energia elétrica

País ainda sofre as consequências de dois mega-apagões desde março; medida similar foi tomada no carnaval

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2019 | 12h00

CARACAS - Entra em vigor nesta segunda-feira, 15, na Venezuela o decreto do presidente Nicolás Maduro que amplia o feriado de Páscoa para toda a Semana Santa. O objetivo da medida é economizar energia elétrica, uma vez que o país ainda sofre as consequências de dois mega-apagões desde março. Uma medida similar foi tomada no carnaval, quando o primeiro blecaute atingiu o país.

Além de tornar toda a Semana Santa feriado, Maduro também encurtou a semana de trabalho do funcionalismo público, que, de agora em diante, irá de segunda a sexta-feira. Existem na Venezuela 3 milhões de funcionários do setor. 

Após atribuir, sem oferecer provas, os apagões a uma conspiração dos Estados Unidos, Maduro admitiu publicamente que terá de submeter o país a racionamento de energia por até um ano. 

A hipótese apontada como mais provável para os blecautes, segundo especialistas, é a falta de manutenção, investimento em infraestrutura e fuga de cérebros do setor elétricos. A Hidrelétrica de Guri, que abastece a maior parte do país, deixou de funcionar plenamente em março, provavelmente em virtude de um problema nas turbinas. / AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.