Maduro troca chanceler e embaixador da Venezuela na ONU

Rafael Ramírez deixa seu cargo como ministro das Relações Exteriores e foi nomeado embaixador do país nas Nações Unidas

O Estado de S. Paulo

26 de dezembro de 2014 | 22h21

CARACAS - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, destituiu nesta sexta-feira Rafael Ramírez de seu cargo como ministro das Relações Exteriores e o nomeou embaixador do país na ONU, argumentando que ele defenderá a voz da nação sul-americana no Conselho de Segurança.

Para o lugar de Ramírez, que já foi um dos homens fortes do governo, entrará a advogada e ex-ministra da Comunicação Delcy Rodríguez. O anúncio de Maduro foi feito através de sua conta no Twitter.

"Em 1º de janeiro de 2015 a Venezuela se junta ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, com a maior responsabilidade de defender a paz mundial", escreveu o presidente de 52 anos.

"Por isso designei o companheiro Rafael Ramírez para assumir diretamente como embaixador de nossa pátria em Nova York, na ONU", acrescentou.

Ramírez, um dos homens fortes do ex-presidente Hugo Chávez, foi afastado do cargo de ministro do Petróleo, presidente da estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) e vice-presidente da área econômica no início de setembro.

No entanto, ele conseguiu manter a posição de representante do seu país junto à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Em meados de outubro, a Venezuela, juntamente com Malásia, Angola, Nova Zelândia e Espanha, ganharam assentos no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas para os próximos dois anos a partir de 1.º de janeiro de 2015. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.