Reprodução/Youtube
Reprodução/Youtube

Mãe atira bebê de prédio incendiado por saqueadores na África do Sul para salvá-lo

Ato foi registrado em vídeo; os dois foram resgatados e reunidos

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2021 | 18h43

DURBAN, África do Sul - Uma mãe se viu obrigada a jogar seu bebê de um prédio na cidade de Durban, no leste da África do Sul, na tentativa de salvá-lo de um incêndio causado por saqueadores que tomam a região desde a prisão do ex-presidente Jacob Zuma na semana passada.

O ato foi registrado em vídeo. O bebê é segurado por um grupo de pessoas no chão. Tanto a mãe quanto a criança foram resgatadas e estão bem.

A África do Sul enfrenta sua pior onda de violência política em anos. Os tumultos se iniciaram na última quinta-feira, 8, quando Zuma começou a cumprir uma sentença de 15 meses por desacato ao tribunal. Ele se recusou a cumprir uma ordem judicial para testemunhar em um inquérito que investiga denúncias de corrupção sob seu mandato, de 2009 a 2018.

Desde então, protestos tomaram as ruas e gradualmente se transformaram em uma onda de saques nas áreas dos municípios de duas províncias, Gauteng e KwaZulu-Natal, onde uma estação de rádio comunitária foi saqueada e tirada do ar e centros de vacinação contra a covid foram fechados. A situação ainda não está controlada.

Na tarde desta terça-feira, 13, autoridades informaram que ao menos 72 pessoas morreram durante os tumultos. Mais de 700 foram presas, a maioria por atos ilegais como saques e vandalismo. /Com agências

 

Tudo o que sabemos sobre:
Jacob ZumaÁfrica do Sul [África]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.