Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mãe condenada à prisão perpétua por overdose do bebê

Amy Leanne Prien, de 31 anos, foi condenada à prisão perpétua pela morte de seu filho de três meses, Jacob Wesley Smith, em 19 de janeiro de 2002. O bebê morreu de overdose de anfetamina ? uma substância de ação marcante sobre o organismo, geralmente usada como vasoconstritor e que é usada por viciados como estimulante.A acusação disse que o bebê ingeriu a substância tanto através do leite materno quanto da mamadeira, usada para esconder a droga na casa de Amy. Amy, que tem mais três filhos, foi considerada culpada de crime em segundo grau por colocar em risco a vida de uma criança e também por possessão de drogas. Embora condenada a prisão perpétua, ela poderá se candidatar a livramento condicional dentro de 15 anos.A acusação assumiu que foi especialmente agressiva neste caso, com a intenção de transformar Amy num exemplo para outros usuários de droga. O advogado Stephem Yagman diz que vai recorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.