Mãe confessa ter afogado dois filhos na Itália

Um novo caso de infanticídio, o terceiro em poucos meses, comoveu hoje a Itália, depois que uma jovem mãe, Olga Cerise, confessou ter afogado os dois filhos, um de quatro anos e outro de 21 dias, em um lago. Cerise, de 31 anos, confessou o crime durante um interrogatório em um hospital psiquiátrico de Turim. Ela afirmou ter sofrido um "ataque de loucura".A mãe afogou as crianças na última segunda-feira em um pequeno lago de Brissogne, Aosta, noroeste da Itália, e tentou se suicidar da mesma forma, mas foi resgatada por um homem que passava pelo local. Fabrizio Gandini, o juiz que ordenou a detenção de Cerise, depois de ter escutado sua confissão, escreveu um comunicado afirmando que a mulher atuou por vingança contra o marido e os sogros, com quem tem um relação muito conturbada.A polícia encontrou uma mensagem escrita por Cerise e dirigida ao marido dela e outros parentes onde explica que a decisão não era contra seus filhos, mas que se sentia "incompreendida" por seus familiares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.