Mãe de Assange vai ao Equador apelar por asilo

Christine Assange, mãe de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, se reunirá hoje em Quito com o ministro de Relações Exteriores do país, Ricardo Patiño. O australiano de 40 anos se refugiou na embaixada do Equador em Londres no dia 19 de junho, quando anunciou sua intenção de pedir asilo político ao país presidido por Rafael Correa. O governo equatoriano disse que só dará uma resposta sobre o pedido na segunda metade de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.