Mãe de diplomata tem esperança de encontrar filha e neto

Abalada e sem informações oficiais, Thereza Amayo, de 70 anos, mãe da diplomata carioca Lys Amayo de Benedek D´Avola, de 46 anos, desaparecida na Tailândia depois do terremoto que devastou o sul da Ásia e o leste da África, diz ainda ter esperanças de encontrar a filha. Lys e o filho dela, Gian Luca Mario, de 10 anos, teriam sido arrastados pelas ondas gigantes. Ambos estavam na ilha Pipi, em Phuket. O Itamaraty não emitiu confirmação oficial da morte dos dois. Apesar do desespero, Thereza conseguiu conversar por alguns minutos com outra filha de Lys, Taís Amayo Lopes, de 20 anos, que também está na Tailândia, mas passa bem. Lys é conselheira da embaixada do Brasil na Tailândia há dois anos. O padrasto de Taís e pai de Gian Luca, Antonio D´Avola, também estava com Lys e encontra-se hospitalizado. "Falei com a Taís pelo celular (por volta de 9h30 de domingo) e ela estava em estado de choque. Tem esperanças de encontrar a mãe e o irmão", contou Thereza. Thereza, que é atriz e fez uma participação na novela da Globo Senhora do Destino, informou que a neta está sob os cuidados do embaixador brasileiro na Tailândia, Marco Antônio Diniz. Ela ainda aguarda informações concretas sobre o paradeiro da filha, que mora no exterior há cinco anos. "Oficialmente, o Itamaraty não nos disse nada."Ajuda - O cônsul do Sri Lanka no Rio de Janeiro, Sohaku Bastos, lançou hoje uma campanha para arrecadar dinheiro e donativos para os habitantes do país, que também foi bastante atingido pelo terremoto. O telefone do consulado no Rio é (21) 2205-8116.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.