Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mãe tranca suas três filhas no escuro durante sete anos

Uma mãe psiquicamente doente manteve suas filhas presas em um cômodo escuro durante sete anos. O fato aconteceu perto da cidade de Linz, na Áustria. A mulher as tratava como animais, segundo revelou neste sábado o jornal austríaco Österreich. O caso da mulher, que não suportava o fato de estar divorciada de seu marido, será levado em breve aos tribunais da cidade de Klagenfurt, afirmou o jornal.A mulher se trancava em casa, arrumada do lado de fora, mas descuidada interiormente, com as meninas que então tinham 6, 10 e 13 anos. Fechava as cortinas, tirava todas as lâmpadas elétricas para que não pudessem ser acesas e proibia que Viktoria, Katharina e Elisabeth fossem ao colégio.Ainda segundo o jornal, para as autoridades, a mãe afirmou que ela mesma ensinava suas filhas em casa, mas na realidade as submetia a uma lavagem cerebral, até que rejeitassem seu pai. Quando o pai desesperado, pedindo em vão uma intervenção da justiça, queria vê-las, ela afirmava que estavam doentes ou que as tinha levado para a casa da avó.Enquanto isso, as três meninas viviam na imundície e mal viam a luz do dia, não tinham mais contatos sociais e brincavam com os ratos que eram abundantes na casa e aos quais davam apelidos.As meninas desenvolveram em sua prisão um idioma próprio, difícil de compreender, segundo disse ao jornal a terapeuta que está cuidando das meninas, Waltraud Kubelka, afirmando que a maior delas sofre de "invalidez psicossocial" incurável.As autoridades comunicaram que souberam do caso há um ano, mas não permitiram que as informações se tornassem públicas para proteger as garotas e por motivos relacionados às investigações judiciais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.