Mafioso italiano usava crocodilo para extorquir população

Homem ameaçava população de cidade do sul da Itália com o animal.

BBC Brasil, BBC

24 de setembro de 2009 | 06h33

A polícia de uma cidade do sul da Itália afirma que apreendeu um crocodilo que estaria sendo usado por um mafioso local para aterrorizar e extorquir a população.

O réptil tem 1,7 metros de comprimento e pesa 40 quilos. O animal foi encontrado durante uma busca por armas na casa do mafioso, na cidade de Caserta, na semana passada.

O crocodilo era mantido pelo homem no terraço da sua casa. Segundo a polícia, ele alimentava o animal com coelhos vivos em frente aos vizinhos.

O crocodilo está agora em um centro para tratamento de animais.

O diretor da divisão de combate à máfia da Itália, Maurizio Vallone, disse que o crocodilo era mantido em uma área do terraço equipada com câmeras, para garantir que ninguém o matasse.

O homem detido pela polícia é suspeito de gerenciar vários grupos criminosos em Caserta, onde atua a Camorra, a famosa facção da máfia de Nápoles.

Os policiais não acharam nenhuma arma nas buscas.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.