Magnata russo libertado vai para Alemanha

O serviço penitenciário russo informou que Mikhail Khodorkovsky, que deixou a prisão nesta sexta-feira após assinatura de perdão pelo presidente Vladimir Putin, saiu do país e foi para a Alemanha.

Agência Estado

20 de dezembro de 2013 | 11h42

Autoridades prisionais disseram em comunicado publicado em seu site nesta sexta-feira que Khodorkovsky havia pedido para deixar o país para se encontrar com sua mãe, que passa por tratamento médico na Alemanha. A agência afirmou que ele saiu da Rússia por vontade própria.

Khodorkovsky passou os últimos dez anos na prisão por acusações de evasão fiscal e desfalque. Sua prisão, em 2003, e o subsequente processo são vistos por muitos como uma retaliação de Putin às ambições políticas do empresário.

O Kremlin publicou nesta sexta-feira o decreto assinado por Putin que perdoa o ex-magnata do petróleo, citando "razões humanitárias". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaPutinKhodorkovskyAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.