Magnata russo morreu por enforcamento, revela autópsia

A polícia do Reino Unido informou nesta segunda-feira que a autópsia revelou que a morte do magnata russo Boris Berezovsky é "consistente com enforcamento". A polícia não especificou se Berezovsky se enforcou, mas disse que o patologista concluiu que nada indica que houve violência na caso.

(AE), Agência Estado

25 de março de 2013 | 20h33

O empresário de 67 anos foi encontrado morto no sábado (24) no banheiro de sua casa em Surrey, nos arredores de Londres, onde vivia exilado desde 2000.

A polícia disse que novos testes, incluindo exames toxicológicos, serão feitos e que os resultados podem demorar para serem conhecidos.

Berezovsky era um dos "oligarcas russos" que enriqueceram rapidamente na onda de privatizações que se seguiu ao colapso da União Soviética, em 1991. Com a eleição de Vladimir Putin para a Presidência da Rússia, em 2000, Berezovsky deixou a Rússia, buscando asilo no Reino Unido. As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoBerezovsky

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.