Mahmoud Abbas cumprimenta a vitória do Kadima

A Comissão Eleitoral israelense anunciará nesta quinta-feira à noite os resultados da apuração final dos votos das eleições gerais realizadas na terça-feira para se constituir o Parlamento do Estado de Israel. Os resultados conhecidos até agora se baseavam em 99,7% dos votos apurados e não incluíam 200 mil cédulas de eleitores que votaram em centros eleitorais afastados de seus lugares de residência. A apuração destes votos, que foram colocados em envelopes azuis, será feita nesta quinta-feira no Parlamento israelense (Knesset), informam os meios de comunicação locais. A apuração dos últimos votos corresponde ao de soldados, carcereiros, presos, pacientes hospitalizados incapacitados e funcionários israelenses em missões especiais no exterior, que não puderam ir às sessões eleitorais. Segundo os resultados da madrugada de quarta-feira, o partido de centro-direita Kadima, conseguiu 28 das 120 cadeiras do Parlamento, seguido pelo Partido Trabalhista, com 20, o sefardita Shas, com 13, o nacionalista Israel é a Nossa Casa, com 12, o Likud, com 11, a coalizão União Nacional-Partido Religioso Nacional com nove e o Partido dos Aposentados, com sete. Além disso, o ultra-ortodoxo Judaísmo Unido da Torá obteve seis; o bloco pacifista Meretz, quatro; a formação árabe Ra´am-Tal, quatro; o árabe comunista Hadash, três, e o também árabe Balad, três. Os resultados oficiais das eleições serão anunciados no próximo dia 4 de abril. De Paris O presidente francês, Jacques Chirac, ligou para o primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, para felicitá-lo após as eleições e fez votos "por Israel e pela paz neste novo capítulo", informou nesta quinta-feira o Palácio do Eliseu. Segundo o porta-voz do Palácio do Eliseu, Chirac convidou Olmert a visitar Paris quando puder. O chefe de Estado ressaltou a importância que a França concede a suas relações de "amizade e confiança" com Israel e deseja que "esta dinâmica" seja mantida, após a potencialização destes laços durante a visita de Ariel Sharon a Paris em 2005, acrescentou o Palácio do Eliseu. Abbas concilia O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, parabenizou nesta quinta-feira o primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, pela vitória de seu partido Kadima nas eleições parlamentares em Israel na terça-feira, e o convidou a trabalhar com ele pela paz. Segundo um comunicado divulgado pela agência oficial de notícias palestina Wafa e confirmado pelo escritório de imprensa do governo israelense, Abbas telefonou para Olmert para felicitá-lo. Olmert também falou nesta quinta-feira por telefone com o primeiro-ministro australiano, John Howard, que desejou sucesso na formação de um novo Executivo e destacou as privilegiadas relações bilaterais entre os dois países. O premier australiano aceitou o convite de Olmert para visitar Israel, e se comprometeu a fazer isso no segundo semestre deste ano. Após ser parabenizado na última quarta-feira pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, que o convidou para visitar a Casa Branca, Olmert recebeu os parabéns do presidente egípcio, Hosni Mubarak, com quem acertou um encontro após a constituição do novo governo. O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair; o canadense, Stephen Harper; o japonês, Jumichiro Koizumi; a chanceler alemã, Angela Merkel, além do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e do alto representante de Política Externa e Segurança Comum da UE, Javier Solana, ligaram para Olmert a fim de parabenizá-lo e mostrar seu apoio.

Agencia Estado,

30 Março 2006 | 16h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.