Maine terá casamento gay; Washington libera maconha

Os eleitores do Estado norte-americano do Maine aprovaram nesta terça-feira (6) a união civil entre pessoas do mesmo sexo. Ao mesmo tempo, o Estado de Washington tornou-se o primeiro dos EUA a liberar o uso recreativo da maconha.

AE, Agência Estado

07 de novembro de 2012 | 04h09

As votações fizeram parte de uma série de plebiscitos simultâneos às eleições para a presidência, o Senado e a Câmara nos Estados Unidos.

A união civil entre pessoas do mesmo sexo é permitida em seis Estados norte-americanos e no Distrito de Colúmbia, mas a consulta realizada no Maine resultou no primeiro caso de aprovação do casamento entre homossexuais pelo voto popular nos EUA. Desde 1998, medidas similares foram rechaçadas nas urnas em mais de 30 dos 50 Estados norte-americanos.

Em Washington, a aprovação do uso recreativo da maconha estabelece um sistema por meio do qual o Estado concede autorizações para o cultivo, o processamento e a comercialização da droga. Adultos maiores de 21 anos poderão comprar até 28 gramas de maconha. A lei aprovada em plebiscito também estabelece um limite para a presença da droga no organismo de motoristas flagrados sob efeito da substância. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçãomaconhacasamento gay

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.