"Maior desafio do Brasil é reduzir desigualdade social"

O maior desafio do próximo governo brasileiro será reduzir as desigualdades sociais no País. Essa é a avaliação da Alta Comissária de Direitos Humanos da ONU, Mary Robinson, que, nesta segunda-feira, recebeu do governo brasileiro a Ordem do Cruzeiro do Sul, a maior condecoração dada pelo Brasil a um estrangeiro."Apesar da condecoração, não posso deixar de dizer que nos últimos anos as desigualdades continuaram sendo um dos principais problemas do País", afirmou. A Alta Comissária ainda lembra que a tortura e o racismo são pontos que devem ser tomados com cuidado no Brasil, mas que o atual governo tem demonstrado que está dedicado a lutar contra esses problemas.Mary Robinson foi condecorada por seu trabalho de promoção dos direitos humanos no mundo e pela sua coragem em criticar as atuações de vários governos. De fato, a postura independente da Alta Comissária acabou custando seu mandato, que termina em setembro.A perspectiva era de que Mary Robinson fosse permanecer mais cinco anos à frente do órgão da ONU para Direitos Humanos. Mas suas críticas aos Estados Unidos, seja na luta contra o terrorismo, seja no que se refere à questão da Palestina, acabou desagradando Washington, que indicou que não apoiaria sua permanência.Para substituí-la, um dos nomes que vêm sendo comentados é o do brasileiro Sérgio Vieira de Mello, que nos últimos dois anos atuou como administrador da ONU no Timor Leste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.