Ulises Ruiz Basurto | EFE
Ulises Ruiz Basurto | EFE

Maior furacão da História chega ao litoral do México

Fenômeno de categoria 5, Patricia é o mais intenso já registrado e tem ventos de até 375 km/h

REUTERS, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2015 | 21h57

PUERTO VALLARTA, MÉXICO - Parte do litoral do México se preparava, no início da noite desta sexta-feira, 23, para a chegada do furacão Patricia, o maior já registrado no hemisfério. O fenômeno, classificado na categoria 5 – a mais alta da escala – se dirige para a costa mexicana no Oceano Pacífico e obrigou hotéis a dispensar turistas e moradores a estocar suprimentos.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês), o furacão terá ventos de até 325 km/h em um raio de 25 quilômetros a partir de seu olho. A Organização Meteorológica Mundial (OMM) comparou o fenômeno ao tufão Haiyan, que matou milhares de pessoas nas Filipinas em 2013.

A estimativa é a de que o fenômeno atinja o continente à tarde ou no início da noite (horário local). Alto-falantes instalados ao longo da praia da estância de Puerto Vallarta emitiam ordens para que se deixasse os hotéis. As ruas ficaram vazias enquanto sirenes eram acionadas. 

Mais conteúdo sobre:
Oceano PacíficoFilipinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.