Maior telescópio do mundo será instalado no Chile

O maior telescópio do mundo será instalado em Cerro Armazones, no Chile, a 3.060 metros de altura, em pleno deserto do Atacama, por decisão do Conselho do Observatório Europeu Astral (ESO), informou hoje o observatório.

AE-AP, Agência Estado

26 de abril de 2010 | 18h07

A decisão foi tomada pelos delegados dos 14 países-membros do ESO e "está baseada em uma exaustiva investigação meteorológica comparativa, que durou vários anos", informou o observatório. Havia a possibilidade do observatório ser construído em La Palma, na Espanha.

O telescópio europeu óptico infravermelho será conhecido como E-ELT e deve funcionar a partir de 2018. Ele contará com um espelho primário de 42 metros de diâmetro. O telescópio será "o maior olho do mundo no céu", o único de seu tipo em nível mundial, segundo o ESO.

O E-ELT "abordará muitas das perguntas mais urgentes ainda por resolver em astronomia, e poderia finalmente revolucionar nossa percepção do universo, tanto como o telescópio de Galileu fez há 400 anos".

O custo do investimento será de US$ 1,5 bilhão. O E-ELT será instalado no centro do deserto do Atacama, o mais árido do mundo, a 1.200 quilômetros de Santiago, onde está o Very Large Telescope (VLT), también do ESO, até agora o observatório óptico mais poderoso do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
ChiletelescópiodesertoAtacama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.