Maioria dos americanos é contra guerra no Afeganistão, diz estudo

Menos de 20% esperam que o conflito no país asiático melhore em 2011

Agência Estado e Associated Press

20 de agosto de 2010 | 13h47

LAWRENCE - Quase 60% dos americanos se opõem à guerra do Afeganistão, segundo levantamento realizado pela agência de notícias Associated Press e pelo instituto de pesquisas GfK, divulgado nos EUA nesta sexta-feira, 20.

 

De acordo com o estudo, apenas 38% dos entrevistados disseram que apoiam a ampliação do contingente da guerra afegã, porcentual abaixo dos 46% que tinham essa opinião em março. E somente 19% esperam que a situação do confronto melhore no decorrer do próximo ano, enquanto 29% acham que vai piorar. Cerca de 49% acreditam que tudo continuará igual.

 

A maioria dos norte-americanos saudou a decisão do presidente Barack Obama de encerrar as operações de combate no Iraque. A medida foi aprovada por cerca de 68% dos entrevistados, porcentual igual ao apurado em pesquisa realizada no início deste ano.

 

A última brigada de combate norte-americana iniciou sua retirada do Iraque ontem, antes do prazo final estabelecido por Obama, que era 31 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.