Maioria dos americanos votará em democratas, diz pesquisa

A maioria dos americanos pretende votar em candidatos do Partido Democrata nas eleições legislativas de novembro, apontou uma pesquisa Zogby/Reuters divulgada nesta quarta-feira. Segundo o levantamento, que foi realizado em todo o país e questionou que partido os eleitores pretendem apoiar no próximo dia 7, 44% dos entrevistados disseram preferir os democratas, enquanto 33% afirmaram que irão votar em candidatos republicanos.No pleito, os americanos renovarão todos 435 assentos da Câmara dos Representantes e um terço das 100 cadeiras do Senado. Com as notícias de reveses no Iraque sendo divulgados a cada dia, o Partido Republicano, do presidente George W. Bush, nunca esteve tão próximo de perder a presidência das duas Casas.A pesquisa focou também no impacto eleitoral do recente escândalo envolvendo o ex-deputado republicano Mark Foley, acusado de trocar mensagens de conteúdo erótico com garotos menores de idade que trabalhavam como estagiários no Congresso americano. Perguntados se o caso influenciaria o voto, apenas 22% dos eleitores disseram que sim. Já 75% dos pesquisados afirmaram que o escândalo não terá nenhum impacto em sua escolha para a disputa.Apesar dos escândalos, 60% dos entrevistados filiados a um dos partidos disseram ter orgulho da agremiação à qual se identificam - mais especificamente, 64% dos filiados ao Partido Democrata e 71% do Republicano disseram ter orgulho de seus partidos.Realizada em todo o território nacional, a pesquisa Reuters/Zogby foi conduzida entre os dias 20 e 23 de outubro com 1.013 eleitores potenciais (o voto nos EUA não é obrigatório). A margem de erro é de 3,1 pontos porcentuais, para cima ou para baixo.Já a aprovação do trabalho dos legisladores ficou em 23% nesta pesquisa, acima dos 18% apontados no mês passado. Perguntados se a nação está sendo conduzida corretamente, 36% dos pesquisados disseram que o país está no caminha certo, enquanto 57% acham que as coisas não estão indo bem. Entre os eleitores que acham que o país está na direção correta, apenas 8% eram filiados ao Partido Democrata, 32% se disseram independentes e 66% eram do Partido Republicano.A pesquisa Reuters/Zogby revelou ainda que os potenciais eleitores favoreceram os democratas em 9 dos 13 temas mais cruciais para o país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.