Maioria dos britânicos quer que Blair saia no fim do ano

Mais da metade dos britânicos quer que seu primeiro-ministro, o trabalhista Tony Blair, abandone a chefia do Governo no fim deste ano, segundo uma pesquisa de opinião publicada pelo jornal "The Daily Telegraph".A enquete, feita esta semana pela empresa YouGov entre 1.504 britânicos, diz que 58% desejam que Blair deixe o poder no fim do ano. Só 7% acham que ele deve continuar à frente do Governo até 2007, como anunciou esta semana que pretende fazer.Além disso, 71% acreditam que o partido governamental está dividido, enquanto 64% consideram que o Executivo está perdendo fôlego. Só 38% acham que o primeiro-ministro tem as rédeas do Governo.O ministro da Economia, Gordon Brown, considerado o sucessor natural de Blair, não desperta entusiasmo. Para 45%, ele não seria "nem melhor nem pior" que Blair. Para 20%, ele seria melhor, e 22% opinam que seria pior.O chefe de Governo confirmou nesta quinta-feira que abandonará o poder em um ano, mas se recusou a fixar uma data.A crise do partido explodiu nesta quarta-feira, quando oito deputados trabalhistas, entre eles o subsecretário de Estado de Defesa, Tom Watson, renunciaram em protesto contra Blair.O líder do partido anunciou em 2005, após conseguir um histórico terceiro mandato, que não pretendia uma nova reeleição em 2010. Mas se negou a marcar data para sua renúncia.Cada vez mais trabalhistas temem que a incerteza leve a um fracasso eleitoral em 2007, quando haverá eleições autônomas na Escócia e Gales, e municipais na Inglaterra.As enquetes mostram o revitalizado Partido Conservador de David Cameron muito à frente dos trabalhistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.