Jane Barlow/PA via AP
Jane Barlow/PA via AP

Maioria dos escoceses é contra a realização de um novo referendo de independência

Apesar de grande parte da Escócia ter votado pela permanência do Reino Unido na União Europeia, 44,7% dos entrevistados rejeitam referendo de separação contra 41,9% que apoiam

O Estado de S. Paulo

27 Junho 2016 | 08h24

LONDRES - A maior parte dos escoceses não considera que deve haver um novo referendo de independência, indicou uma pesquisa no domingo, poucos dias após o Reino Unido decidir deixar a União Europeia em um referendo histórico, apesar do forte apoio da Escócia pela permanência no bloco.

A pesquisa do instituto Survation indicou que 44,7% dos entrevistados acham que a Escócia não deve realizar um segundo referendo de independência, enquanto 41,9% são a favor. Em setembro de 2014, a Escócia rejeitou a independência por 55% contra 45%.

A possibilidade de um segundo referendo foi levantada após o Reino Unido como um todo decidir deixar a União Europeia na semana passada, apesar de os resultados mostrarem que a grande maioria dos escoceses apoiava a permanência britânica no bloco.

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, disse que outro referendo é "muito provável" e que a Escócia deve fazer o que for preciso para permanecer na UE, incluindo provavelmente bloquear o processo legal da saída britânica.

A pesquisa com 1.002 pessoas, conduzida para os jornais Daily Record e Daily Mirror em 25 de junho, também indicou que apesar de não apoiarem a realização de outro referendo, se ele fosse realizado imediatamente os escoceses apoiariam uma desfiliação do Reino Unido. A Survation informou que 47% dos entrevistados são a favor da independência, e 41,2% contra. /Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.