Maioria dos irlandeses apoia ingresso na UE

A maioria dos irlandeses quer um referendum para a proposta de integração fiscal com a União Europeia, embora os eleitores estejam muito propensos a apoiarem esse novo poder europeu de fiscalizar as contas de seu país, segundo pesquisa de opinião publicada neste domingo.

AE, Agência Estado

29 de janeiro de 2012 | 10h39

A pesquisa pode dar algum grau de conforto para o governo de coalizão da Irlanda que tem evitado o referendum por temer que os eleitores rejeitem o Tratado Europeu em tempo de austeridade pesada e desemprego em grande escala.

A rejeição ao tratado deixaria a liderança da Irlanda como membro do euro em uma incerteza legal. O governo irlandês já disse que vai esperar o texto final do acordo, que deve ser apresentado na reunião dos líderes da União Europeia nesta segunda-feira, para então deixar que o procurador geral do Estado decida sobre o referendum.

A pesquisa feita pelo jornal The Sunday Business revelou que 72% do irlandeses são a favor do referendum e que os eleitores aprovariam qualquer acordo fiscal com a União Europeia por uma maioria de 53% a 47%, quando os que não sabem são excluídos.

Analistas disseram que o governo teme uma derrota no referendum porque o acordo de resgate que o país fez com a União Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu há um ano requer grande corte nos gastos e aumento de impostos por vários anos.

A pesquisa também revelou uma pequena queda na aprovação ao governo de coalização, que assumiu o poder após as eleições no começo do ano passado. O Fine Gael, liderado pelo primeiro-ministro Enda Kenny, obteve 30% de apoio, enquanto o Partido Trabalhista, ficou com 14%.

O maior partido da oposição, Fianna Fail, que perdeu as eleições ano passado, ficou com 18% de aprovação. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
Irlandaingresso na UE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.