Maioria dos israelenses reconhecem o Hamas

Duas pesquisas de opinião publicadas nesta sexta-feira mostram que a maioria dos israelenses apóiam as conversações com um governo palestino liderado pelo grupo radical islâmico Hamas. De acordo com o levantamento do jornal Maariv, 40% dos israelense dizem que Israel dever negociar com o Hamas caso o grupo renuncie sua determinação de destruir Israel. Outros 27% dizem que o país deve avançar nas conversações sem a imposição de condições, baseado no plano "mapa da estrada".A pesquisa mostrou também que 29% dos israelenses são favoráveis ao cancelamento de todos os contatos com os palestinos, congelando as negociações e retomando o assassinato programado de líderes do Hamas. O levantamento foi realizado nesta quinta-feira com 552 pessoas. A margem de erro é de 4,2 pontos porcentuais.Já uma segunda pesquisa, publicada pelo jornal Yediot Ahronot, mostra que 48% dos israelenses acreditam que Israel deve negociar com o Hamas, enquanto 43% dizem que o país deve evitar as negociações com um governo liderado pelo Hamas. O levantamento tem margem de erro de 4,5 pontos porcentuais e ouviu 500 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.