Maioria dos palestinos quer trégua e negociações

A grande maioria dos palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza quer o fim imediato das hostilidades e a retomada de negociações com Israel, apontam os resultados de uma nova pesquisa de opinião. A mesma sondagem indica que Arafat continua sendo o líder palestino com maior consenso, enquanto cai a popularidade de representantes da velha guarda política palestina. A pesquisa foi realizada pelo Centro Palestino de Estudos Políticos de Nablus, dirigido por Khalil Shcaki. Segundo os resultados divulgados hoje, 60% dosconsultados se manifestaram a favor do fim imediato das hostilidades - o que representa um aumento de 10% em relação a um estudo similar feito em agosto passado. Por outro lado, 71% se manifestaram a favor da retomada das negociações com Israel, embora duvidando de que isto seja possível. Segundo Shcaki, tais resultados indicam que, em boa medida, o público quer conceder uma nova chance à via das negociações, "o que não significa que tenha deixado de apoiar a intifada". Com 36% das preferências, Yasser Arafat continua sendo o líder mais popular, seguido a grande distância pelo xeque Ahmed Yassin, líder espiritual do Hamas (14%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.